Malucas & Piradas
Now Reading:
Primeiro cliente Disney tem ingresso vitalício
Full Article 4 minutes read

Primeiro cliente Disney tem ingresso vitalício

E se te dissermos que este senhor possui um bilhete vitalício e frequenta os parques da Walt Disney World todos os anos desde 1955, sendo o primeiro a colocar os pés dentro do primeiro parque.

Dave MacPherson era um estudante de 22 anos quando se tornou o primeiro cliente da Disneyland de todos os tempos, o que lhe garantiu o cobiçado ingresso vitalício.

O escocês passou a madrugada na fila e como recompensa ganhou o bilhete mais cobiçado de todos os tempos. A ideia surgiu depois de observar as celebrações de inauguração do famoso parque, em 17 de julho de 1955. Para conseguir ser o primeiro numa fila de mais de 6 mil pessoas, MacPherson pegou sua moto e passou a madrugada na frente do parque. Ele conta que teve essa ideia após ficar muito impressionado com as celebridades e atrações que estavam sendo divulgadas para a inauguração.

Na época MacPherson estudava na Long Beach State College – na Califórnia, próxima 16 quilômetros do complexo Disney de Anaheim. Agora com 86 anos, apesar de ter perdido o bilhete original, ele fez uma cópia, que carrega orgulhosamente com ele ao menos uma vez por ano. Em tantas décadas, ele já levou sua família, amigos e passou momentos inesquecíveis no parque de diversões mais conhecido do mundo.

 

Abertura da Disneyland

O primeiro parque da Disney a ser inaugurado foi a Disneyland. Normalmente referido em português como a Disneylândia, é o primeiro de dois parques de diversão construídos no Disneyland Resort em Anaheim, na Grande Los Angeles – Califórnia, Estados Unidos, inaugurado em 17 de julho de 1955. É o único parque temático projetado e construído sob a supervisão direta de Walt Disney. 

O trânsito aumentou nas duas pistas da Harbor Boulevard. Pessoas famosas que estavam agendadas para aparecer a cada duas horas apareceram todas de uma vez. A temperatura estava mais alta que o normal (38° C) e devido a uma greve dos bombeiros locais, Disney teve de fazer uma escolha entre bebedouros funcionando ou banheiros funcionando. Ele escolheu os últimos, deixando muitos bebedouros secos. Isto gerou uma publicidade negativa, visto que a Pepsi patrocinou a abertura do parque.

Visitantes desapontados acreditavam que os bebedouros sem funcionar era uma forma disfarçada de forçar a venda de refrigerante. O asfalto que havia sido derramado naquela manhã estava mole o suficiente para o salto das mulheres afundar nele. Um vazamento de gás em Fantasyland causou o fechamento à tarde de Adventureland, Frontierland, e Fantasyland. Alguns pais jogaram seus filhos nos ombros da multidão para fazê-los entrar nas atrações, como no King Arthur Carrousel. Anos mais tarde, Disney e seus executivos chamaram o dia 17 de julho de 1955 de “Black Sunday” (Domingo Negro).

Após a imagem extremamente negativa da abertura, Walt Disney convidou os presentes para voltar para um segundo dia para experimentar a Disneyland de forma apropriada. No próximo dia, multidões entraram na fila a partir das 2 horas da madrugada.

A primeira pessoa a comprar um ingresso entrar no parque foi David MacPherson com o ingresso número 2, visto que Roy Oliver Disney, irmão de Walt Disney, conseguiu pré-comprar o ingresso número 1 de Curtis Lineberry, gerente de admissões. No entanto, uma foto oficial de Walt Disney com duas crianças, Christine Vess Watkins (5 anos) e Michael Schwartner (7), por falta de atenção foram identificados como os dois primeiros visitantes da Disneyland. Ambos receberam ingressos para a vida inteira para a Disneyland naquele dia, sendo que MacPherson foi premiado pouco depois, que mais tarde foi expandido para todo parque pertencente a Disney no mundo. Aproximadamente 50 mil visitantes compareceram na abertura de segunda-feira.

 

Fontes: Hypeness, go.hurb.com, Wikipedia

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Input your search keywords and press Enter.